Ideli pede transição harmônica na troca de líderes

O ministro de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, pediu uma "transição harmônica" na mudança de líderes da base aliada no Congresso. A presidente Dilma Rousseff trocou ontem Cândido Vaccarezza (PT-SP) por Arlindo Chinaglia (PT-SP) na liderança do Governo na Câmara e Romero Jucá (PMDB-RR) por Eduardo Braga (PMDB-AM) no comando governista no Senado. As trocas foram mal recebidas por grande parte da base.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

14 de março de 2012 | 16h07

"Esperamos que essa transição continue harmônica como tem sido a relação do governo com a base até agora. Nós vamos continuar votando matérias importantes. A base nunca nos faltou", disse a ministra.

Ideli participou de uma reunião de líderes governistas na Câmara, a primeira sob comando de Chinaglia. Ela deu uma rápida entrevista na qual agradeceu o trabalho de Vaccarezza e Jucá e procurou enfatizar que o Congresso tem sido "parceiro" e "solidário" com o governo. A ministra segue agora para uma reunião com Braga e os líderes no Senado.

Tudo o que sabemos sobre:
governoliderançaIdeli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.