Ideli: Lula vai agir pessoalmente para reaproximar o PDT

Diante da ausência do PDT, na reunião do Conselho Político nesta manhã no Palácio do Planalto, - o que causou estranheza aos participantes - o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que ainda hoje fará contato com os líderes dos partidos para conversar. Segundo a líder do PT no Senado, Ideli Salvatti (SC), Lula vai agir pessoalmente para reaproximar o PDT. Em relação aos cargos no governo, o presidente disse que o quadro já está completo e que a base aliada não pode a cada votação pedir cargos. "Não tem cargo para todo mundo e nunca vai ter. Quem não quer votar com o governo é porque não quer ficar no governo", disse o presidente, segundo relato da senadora.Em relação ao Orçamento da União, o presidente fez um apelo para que a proposta seja votada. "Votem contra ou a favor do anexo de metas e prioridades mas é preciso votar. O governo não pode ficar na dependência disso. E já está prejudicando o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento)", disse o presidente referindo-se a um dispositivo que permite a liberação de recursos de R$ 534 milhões para obras nos Estados, atendendo emendas individuais de apenas 95 parlamentares. A oposição quer retirar esse dispositivo e redistribuir o dinheiro para as emendas de bancadas para todos os Estados.Na opinião do presidente, a base aliada está fazendo o jogo da oposição e os partidos governistas tem maioria para dominar a situação. "Chega da minoria dominar", afirmou Lula. Segundo relato de parlamentares Lula disse que os líderes precisam atuar para melhorar a imagem do Congresso, que estaria praticamente paralisado este ano. "Não estranhem quando as pesquisas apontam uma avaliação excelente do governo e ruim para o Congresso", disse o presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.