Ideli: governo não tentará exercer controle sobre CPI

A ministra da secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, afirmou nesta quinta-feira que o governo Dilma não tentará exercer controle sobre a CPI do Cachoeira. A comissão parlamentar, que iniciou seus trabalhos ontem, pretende investigar a relação do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com agentes públicos e empresas.

RICARDO BRITO, Agência Estado

26 de abril de 2012 | 18h37

"(O governo) não terá controle, não terá nada. O governo respeitará como sempre esta prerrogativa do Congresso", afirmou, que não quis responder se o Executivo teme eventuais "respingos" das denúncias. Segundo a ministra, o Legislativo tem direito de "produzir investigações sobre fatos tão graves como os que a cada dia vem nos surpreendendo".

Ideli disse que a CPI terá o respeito e a confiança do governo, que espera que o trabalho seja "feito dentro da normalidade". A ministra reuniu-se na tarde desta quinta-feira no gabinete do líder do governo no Senado, Eduardo Braga, onde, na presença de artistas, recebeu o relatório final da CPI do Ecad.

Tudo o que sabemos sobre:
CPI do CachoeiraIdeli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.