Ideli: governo 'não podia contar com voto' de Mozarildo

A líder do PT no Senado, Ideli Salvatti (SC), afirmou hoje que substituiu o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado porque o governo "não poderia contar com o voto dele na prorrogação da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira)". Ela disse que buscou "até a última hora" uma posição favorável do senador, mas ele optou em votar contra. Ideli disse que Mozarildo ficará na suplência, podendo voltar a ser o titular em outro momento. A senadora assumirá no lugar de Mozarildo para dar mais um voto para o governo. Mozarildo foi um dos primeiros a chegar à reunião da comissão e só soube da substituição depois que a sessão foi aberta pelo presidente da CCJ, Marco Maciel (DEM-PE). Ele disse ter sido surpreendido com a decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.