Ibope relativiza peso de Lula e Alckmin na campanha em SP

A diretora-executiva do Ibope Opinião, Márcia Cavallari, relativizou o peso dos dois principais cabos eleitorais da campanha para a Prefeitura de São Paulo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que estará ao lado da candidata Marta Suplicy (PT), e o governador Geraldo Alckmin, parceiro de José Serra (PSDB). Mesmo bem avaliados, a especialista vê limitações para Lula e Alckmin impulsionarem as campanhas de seus respectivos aliados. Em entrevista concedida ao site AE Financeiro, a executiva observou que a eleição municipal é muito focada nos problemas locais da cidade, distanciando-se das grandes questões nacionais. Por isso, segundo ela, a melhora do ambiente econômico do País e, por conseqüência, a melhor avaliação da opinião pública sobre Lula não tende a ser transferida para a candidatura de Marta."O eleitor municipal vota pensando nos problemas do município e ele não faz uma relação ou associação entre o administrador do município e o presidente Lula", justificou. Por outro lado, mesmo estando bem avaliado na capital e no interior do Estado, o governador Geraldo Alckmin pode também não transferir a boa fase de sua popularidade para José Serra. "Em algumas situações, o eleitor não quer concentrar o poder na mão de um mesmo partido. Às vezes, o eleitor até prefere ter partidos diferentes, contando com a possibilidade que uma esfera (de governo) fiscalize a outra", argumentou. Márcia acredita que, inevitavelmente, os candidatos terão de focar suas propostas nos problemas municipais, mesmo que em esferas superiores do Executivo seus "padrinhos" estejam num bom momento político. Ao mesmo tempo, ela enfatizou a importância do horário eleitoral gratuito de rádio e TV e dos debates para influenciar o voto do eleitorado. "A cada eleição, os debates têm se mostrado bastante determinantes na decisão de voto do eleitor", comentou. A íntegra da entrevista está disponível em áudio no site AE Financeiro, no endereço www.aefinanceiro.com.br/entrevistas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.