Ibope: no PA, Simão Jatene venceria no primeiro turno

O ex-governador tucano Simão Jatene lidera a pesquisa de intenção de voto do Ibope para o governo do Pará com dez pontos de vantagem sobre a atual governadora petista Ana Júlia Carepa. Ele venceria a eleição no primeiro turno se a votação fosse realizada hoje, por 51% a 38%, na soma dos votos válidos.

CARLOS MENDES, Agência Estado

30 de agosto de 2010 | 19h23

De acordo com o Ibope, na pesquisa estimulada Jatene tem 43% das intenções de voto, enquanto Ana Júlia aparece com 33%. Na espontânea, o placar é 29% para o tucano e 18% para a candidata do PT. O candidato do PMDB, Domingos Juvenil, tem 6%, enquanto Fernando Carneiro (PSOL) e Cléber Rabelo (PSTU) estão cada um com 2%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Liberal, afiliada da Rede Globo no Pará. A coligação "Acelera Pará", que apoia Ana Júlia, havia obtido na sexta-feira liminar concedida pelo juiz auxiliar de propaganda do TRE, Osmane dos Santos, para que a pesquisa não fosse divulgada.

A coligação alegou que havia inconsistência nas informações obtidas pelos pesquisadores do Ibope sobre a amostragem. De acordo com eles, não há lista dos municípios onde os questionários foram aplicados, além de ausência de informações sobre a faixa etária dos eleitores entrevistados. O magistrado, porém, decidiu liberar a pesquisa depois de recurso do instituto, que apresentou as correções.

Presidente

A pesquisa revelou uma curiosidade na eleição para presidente da República: 40% dos eleitores de Jatene disseram que votarão em Dilma Rousseff (PT). Em contrapartida, 14% dos eleitores de Ana Júlia manifestam intenção de voto no tucano José Serra.

O Ibope ouviu 812 eleitores entre os dias 24 e 26 de agosto nas regiões nordeste, baixo amazonas, sudoeste, metropolitana, sudeste e Marajó. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 26140/2010. E no Tribunal Regional Eleitoral (PRE) a sondagem está sob o número 14.954/2010.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010pesquisaIbopePA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.