Ibope indica melhora na avaliação de FHC

A avaliação positiva do governo Fernando Henrique Cardoso subiu de 25% para 26%, de acordo com pesquisa elaborada pelo Ibope para a Confederação Nacional da Indústria (CNI). A última pesquisa do Ibope para a CNI foi em dezembro do ano passado. A avaliação negativa do presidente caiu de 34%, em dezembro de 2000, para 31% agora em março, enquanto a avaliação regular passou de 39% para 38%. De acordo com o documento divulgado hoje, a diferença entre as avaliações negativas e positivas, que era de 9 pontos porcentuais, em dezembro, caiu para 5 pontos porcentuais em março, o que indica, de acordo com a CNI, que a avaliação do presidente está em ascenção. A pesquisa revelou ainda que dos 2000 entrevistados 42% afirmaram que aprovam a maneira como o presidente Fernando Henrique vem administrando o País, enquanto que 48% disseram que desaprovam esse trabalho. A pesquisa mostra ainda que 52% dos entrevistados disseram que não confiam no presidente Fernando Henrique Cardoso, enquanto 41% afirmaram que confiam. Os entrevistados do Ibope também mostraram que a maioria (43%) acredita que até o final do mandato, a administração do presidente Fernando Henrique Cardoso continuará como está. Para 27% dos ouvidos, a administração do governo federal deve melhorar até o final de 2002, enquanto que para 26% a expectativa é de piora. A pesquisa foi realizada entre os dias 15 e 20 de março, ouvindo 2000 eleitores com 16 anos ou mais.CorrupçãoDos 2.000 entrevistados, 61% afirmaram que existe muita corrupção no governo FHC, enquanto 26% disseram que há pouca e apenas 6% disseram que não existe corrupção no governo federal. Ainda de acordo com a pesquisa, 59% dos ouvidos pelo Ibope acreditam que o presidente tem tomado as providências necessárias para combater a corrupção, enquanto que 37% afirmaram que ele não tem tomado nenhuma providência para resolver o problema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.