Ibope: Dilma amplia vantagem sobre Serra

As recentes denúncias envolvendo a ex-ministra Erenice Guerra, que substituiu a candidata Dilma Rousseff (PT) no comando da Casa Civil, não mudaram a intenção de voto dos eleitores. Pesquisa Ibope encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela Rede Globo, divulgada hoje, mostra que a petista ampliou de 24 para 26 pontos porcentuais sua vantagem sobre seu principal adversário na disputa, o tucano José Serra. Dilma teve 51% das intenções de voto, enquanto o presidenciável do PSDB ficou com 25%.

AE, Agência Estado

17 de setembro de 2010 | 20h35

Na mostra anterior, divulgada no dia 3 de setembro, Dilma tinha também 51%, enquanto o tucano aparecia com 27%. Se as eleições fossem hoje, e levando em conta os votos válidos, Dilma venceria a disputa em primeiro turno. Num eventual cenário de segundo turno, Dilma ganharia de Serra por 56% a 31%.

A candidata do PV, Marina Silva, cresceu de 8% na pesquisa do dia 3 para 11%. Os demais candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto. O total de votos brancos e nulos é de 4% e 8% não sabem ou não responderam em quem vão votar.

A pesquisa foi realizada com 3.010 eleitores entre os dias 14 e 16 de setembro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo de número 30.271/2010.

Governo Lula

O Ibope também avaliou a aprovação do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com a sondagem, avaliaram como ótimo ou bom a gestão federal 79% dos entrevistados, enquanto 16% o consideraram regular e 4%, ruim ou péssimo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.