Ibope dá vantagem de 17 pontos de Kassab sobre Marta Suplicy

Prefeito tem 53% dos votos contra 36% da petista, segundo pesquisa Ibope contratada pelo ''Estado'' e TV Globo

Carlos Marchi, O Estadao de S.Paulo

23 de outubro de 2008 | 00h00

O prefito Gilberto Kassab (DEM) chega à reta final da campanha eleitoral com 17 pontos porcentuais de vantagem sobre sua adversária Marta Suplicy (PT) na disputa do segundo turno em São Paulo. Pesquisa Ibope contratada pelo Estado e pela TV Globo revela que Kassab oscilou 2 pontos para cima e agora tem 53%, contra 36% de Marta, que perdeu 3 pontos na última semana. Apenas 3% dos eleitores se declaram indecisos e 8% afirmam que vão votar em branco ou anular o voto. Gráficos das pesquisas Ibope/Estado/TV GloboNa contagem dos votos válidos (que exclui votos em branco e nulos), a vantagem de Kassab sobe para 20 pontos - 60% a 40%. Esses números repetem a última pesquisa do Ibope nas eleições municipais de 2000, só que invertendo o beneficiário. Naquela ocasião Marta vencia, com os mesmos números, o adversário Paulo Maluf (PP). Nas eleições de 2004 o candidato José Serra (PSDB) - hoje governador - chegou à última pesquisa com 54% contra 46% de Marta, uma vantagem de 8 pontos.Na pesquisa anterior, divulgada em 14 de outubro, Kassab marcara 51% a 39%, com uma vantagem de 12 pontos porcentuais. Na ocasião, a faixa de indecisos era de 4% e os que prometiam votar em branco ou anular eram 6%. O eleitorado tem nítida percepção da vantagem de Kassab: para 76% dos paulistanos, ele será eleito no domingo; a esta altura, apenas 18% acreditam que Marta vencerá a eleição.SEGMENTOSA vantagem de Kassab é bem maior entre as mulheres do que entre os homens. As eleitoras paulistanas lhe atribuem 54% contra 35% a Marta, uma vantagem de 19 pontos porcentuais; já os homens indicam 51% a 37% para o prefeito, com uma frente de 14 pontos. Kassab chega às vésperas da eleição com perspectiva de uma vitória completa: a pesquisa lhe concede maior intenção de votos em todas as faixas de renda e de escolaridade, inclusive os segmentos mais pobres e menos escolarizados, que até aqui figuravam como "porteira fechada" do PT.Entre os que têm até a 4ª série do ensino fundamental, o prefeito marca 48% a 40%; entre os que têm da 5ª à 8ª série, faz 47% a 42%; entre os que têm ensino médio, atinge 47% a 40%; e, entre os que têm ensino superior, registra 64% a 27%. Nos grupos de renda até 2 salários mínimos, ele aparece em empate técnico com Marta - 44% a 43%; entre os que ganham de 2 a 5 mínimos, obtém 48% a 42%; e, entre os que ganham mais de 5 salários mínimos, dispara, com 64% a 27%. A quatro dias da eleição, 88% dos eleitores que têm candidato afirmam que sua escolha é definitiva e não vai mudar. Apenas 13% dos eleitores admitem que seu voto pode mudar até domingo. A derradeira esperança de Marta - uma mudança de última hora de parcela significativa do eleitorado - fica comprometida pela revelação seguinte da pesquisa: a maior incerteza quanto à solidez do voto está nos segmentos de menor renda e escolaridade, justamente aqueles em que Kassab apresenta seus menores índices e a petista, os seus maiores.Entre os que ganham menos de 2 salários mínimos, o voto já está definido, sem chance de mudança, para 82% dos consultados; entre os que ganham mais de 5 salários mínimos o voto já está certo e não muda para 89%. Da mesma forma, 84% dos que têm até a 4ª série do ensino fundamental afirmam que seu voto é definitivo; entre os que têm ensino superior a certeza do voto atinge 91% das pessoas entrevistadas. ESPONTÂNEANa pesquisa espontânea - em que o entrevistado revela o candidato de sua preferência sem nenhum estímulo -, Kassab registra 51% contra 33% de Marta, com 18 pontos de frente. Entre os que têm até a 4ª série, o atual prefeito marca 46% a 34%; entre os que têm entre a 5ª e a 8ª série, alcança 44% a 40%; entre os que têm ensino médio, o prefeito marca 46% a 38%; e, entre os que têm ensino superior, o resultado é 63% a 23%.Nas faixas de renda, entre os que ganham até 2 salários mínimos, os dois candidatos aparecem em empate técnico - Kassab 42% e Marta 41%; entre os que ganham de 2 a 5 salários, o prefeito marca 46% a 38%; e entre os que ganham mais de 5 salários registra mais uma vez grande vantagem - 64% a 23%. RAIO XA pesquisa Ibope contratada pelo Estado e pela TV Globo foi feita entre os dias 21 e 22, com 2002 entrevistados. A margem de erro é de 2 pontos. Foi registrada na 1.ª Zona Eleitoral de São Paulo, sob o número 04100108- SPPE.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.