Ibope: Com 41% contra 35%, Kalil vira disputa e passa João Leite em BH

Resultado de hoje aponta empate no limite da margem de erro; No primeiro turno, o tucano ficou à frente do rival, com 33,40% dos votos, ante 26,56% do adversário

Leonardo Augusto, especial para, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2016 | 20h09

BELO HORIZONTE - A dez dias do segundo turno, pesquisa Ibope/TV Globo aponta virada na disputa pela Prefeitura da capital mineira. Conforme levantamento do instituto divulgado hoje, 20, o empresário Alexandre Kalil (PHS) tem 41% das intenções de votos no segundo turno, contra 35% do deputado estadual João Leite (PSDB). Na primeira etapa de votação, em 2 de outubro, o tucano ficou à frente do rival, com 33,40% dos votos, ante 26,56% do adversário.

O resultado de hoje aponta empate no limite da margem de erro, que é de três pontos porcentuais para mais ou para menos. Kalil, teria, portanto, entre 38% e 44%, ante mínima de 32% e máxima de 38% de João Leite. O segundo turno acontece em 30 de outubro. O nível de confiança do levantamento é de 95%. Isso quer dizer que, com base na margem de erro, a possibilidade de os números corresponderem à realizada é de 95%.

Em simulação de segundo turno divulgada pelo o Ibope em 1o de outubro, um dia, portanto, antes da primeira etapa de votação, João Leite aparecia com 46% dos votos, contra 33% de Alexandre Kalil. Conforme o levantamento divulgado hoje, com relação aos votos válidos, o concorrente do PHS tem 54%, contra 46% de João Leite. O Ibope ouviu, entre os dias 17 e 20, de outubro, 1001 eleitores. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (T R E -MG) sob o número 02120/2016.

Votos brancos, nulos, ou eleitores que afirmaram que não votarão em nenhum dos candidatos somaram 18%, enquanto 6% disseram que não sabem quem escolherão ou não responderam. A pesquisa Ibope/TV Globo mostrou ainda que 61% dos eleitores de Belo Horizonte não aprovam a administração de Marcio Lacerda (PSB), que está em seu segundo mandato como prefeito. Do total, 31% concordam com o seu modo de governar e 8% não souberam ou não responderam ao questionamento. O deputado estadual Délio Malheiros (PSD), vice-prefeito da capital, foi o candidato de Marcio Lacerda na disputa pela sucessão na capital mineira. O parlamentar, no entanto, ficou em quinto lugar na briga pelo primeiro turno, com 5,45% dos votos. Além de João Leite e Kalil, também ficaram à sua frente Rodrigo Pacheco (PMDB) e Reginaldo Lopes (PT).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.