Ibope: Agnelo amplia vantagem sobre Roriz no DF

O petista Agnelo Queiroz ampliou de 9 para 13 pontos porcentuais sua vantagem em relação a Joaquim Roriz (PSC) na disputa pelo governo do Distrito Federal, segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo. Em dez dias, Agnelo subiu de 40% para 43%, enquanto seu principal adversário oscilou de 32% para 30%. Com esse resultado, o petista venceria no primeiro turno se a eleição fosse realizada hoje.

AE, Agência Estado

14 de setembro de 2010 | 10h13

Descontados os eleitores indecisos e os votos brancos e nulos, Agnello teria atualmente 55% dos votos válidos. Para vencer no primeiro turno no dia 3 de outubro, ele precisará conquistar pelo menos 50% mais um. Roriz, cuja candidatura pode ser derrubada pela Lei da Ficha Limpa, tem o maior índice de rejeição - 42% dos eleitores afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. Apenas 19% dizem o mesmo em relação ao candidato do PT.

Ex-governador do Distrito Federal, Roriz começou a campanha na frente - vencia por 38% a 27% em julho. Ele começou a cair depois do início do propaganda eleitoral - tendência que se acelerou com a impugnação de sua candidatura. O Tribunal Superior Eleitoral dará a palavra final sobre a possibilidade de ele concorrer ou não.

Senado

Na disputa pelo Senado, o pedetista Cristovam Buarque, que também já governou o Distrito Federal, subiu de 47% para 50% nos últimos dez dias, segundo o Ibope. Em segundo lugar, também com tendência de alta, está Rodrigo Rollemberg (PSB), que passou de 33% para 39%. A tucana Maria Abadia, terceira colocada, oscilou negativamente de 24% para 22%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010DFIbopepesquisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.