Ianomâmis liberam reféns em Roraima

Os ianomâmis liberaram ontem 11 servidores da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e os dois aviões que tinham seqüestrado anteontem em Roraima. Os índios prenderam os servidores porque eles ameaçavam entrar em greve por estar com os salários atrasados e a aldeia temia ficar sem atendimento médico. A negociação foi tensa. Apesar de a Funasa ter confirmado repasse de verba, os índios exigiram ver o comprovante de liberação do dinheiro. Após muita negociação eles concordaram em libertar os servidores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.