Humberto critica socialista por discurso de oposição

O candidato do PT à Prefeitura do Recife, senador Humberto Costa (PT), acusou neste sábado (15), em debate na Rádio Jornal, o candidato Geraldo Julio (PSB) de "fazer discurso de oposição", sem "assumir a responsabilidade" pela administração do atual prefeito, João da Costa. "O PSB apoiou a eleição do atual prefeito João da Costa (PT), tem um vice-prefeito do PSB e é o PSB que ocupa a secretaria municipal de Habitação, cuja política vem sendo atacada pelo candidato", afirmou ele ao opositor.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

15 de setembro de 2012 | 15h57

Geraldo, que se apresenta como o "candidato da mudança" e lidera as pesquisas de opinião na preferência do eleitorado, pediu a Humberto: "Não me coloca no meio da briga do PT, não me bota nessa confusão", afirmou. "Quem governa é o PT". Aliados, PT e PSB romperam no âmbito municipal devido a brigas internas do PT quanto à sucessão no Recife.

João da Costa queria disputar a reeleição, ganhou prévias com o deputado Maurício Rands - que apontou fraude - e a direção nacional impôs o nome de Humberto depois de anular a prévia. O governador Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, decidiu lançar candidato, com o apoio de 14 partidos na coligação da Frente Popular.

No debate, Humberto reconheceu "fragilidades" da gestão do correligionário. "Foi por essa razão que procuramos fazer uma mudança do candidato por alguém mais experiente que pudesse dar continuidade às mudanças iniciadas em 2000", afirmou ele. O PT está à frente da Prefeitura do Recife há 12 anos.

Humberto disse ainda "estranhar" o fato de o prefeito João da Costa (PT) não rebater as críticas à gestão dele feitas pelo candidato Geraldo Julio. "Parece que ele está torcendo pelo candidato de outro partido (o PSB)", afirmou o senador, ao se dizer "conformado" com o fato de não ter o apoio de João da Costa.

Participaram do debate os quatro primeiros colocados nas pesquisas: Geraldo Julio, Humberto Costa, Mendonça Filho (DEM) e Daniel Coelho (PSDB). O candidato do PCB, Roberto Numeriano participou do início, por meio de liminar, que foi cassada pelo Tribunal Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), obrigando-o a deixar o debate.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012RecifeHumberto Costa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.