Reprodução Facebook
Reprodução Facebook

Huck 'traduz' Fórum Econômico para seguidores: ‘Não é uma seita secreta de homens brancos’

Apresentador e possível candidato à Presidência em 2022 participa pelo segundo ano consecutivo da roda de palestras do Fórum Econômico Mundial, em Davos

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de janeiro de 2020 | 12h11

O apresentador Luciano Huck, cotado para disputar a Presidência nas eleições de 2022, gravou na manhã desta quarta-feira, 22, um vídeo para explicar o que acontece em Davos, na Suíça, durante os ciclos de palestras do Fórum Econômico Mundial. Ele está no evento pelo segundo ano consecutivo, para participar de duas mesas, uma sobre crescimento sustentável e outra sobre democracia.

“É um daqueles eventos para tentar fazer o mundo um lugar mais igualitário, mais justo, e pra repensar um pouco os fundamentos do capitalismo etc.”, diz Huck, antes de apresentar o trecho de um vídeo retirado do próprio site do evento e reeditado por sua equipe. “Como estou numa fase da vida que quero aprender, onde fazer pergunta é mais legal do que saber resposta, eu estou aqui”, completa. 

No clipe divulgado pelo apresentador, ele traduz o conteúdo institucional produzido pelo evento, no qual uma narradora responde perguntas enviadas pelo público sobre o evento. “Então Davos é uma seita secreta para definir os rumos do mundo? Não. Senão não daria pra postar na internet também”, comenta.

Além do apresentador, o Brasil também está representado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Apesar de ter inicialmente confirmado sua presença, o presidente Jair Bolsonaro cancelou a viagem à Suíça no último dia 8.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.