Hotel nega conflito com ribeirinhos no Amazonas

O advogado do hotel de selva Juma, Narciso Batista dos Santos, afirmou que não há conflito entre ribeirinhos e a administração do hotel. O Incra moveu ação de interdito proibitório para proteger os ribeirinhos de 28 lotes demarcados no Amazonas que estariam sendo expulsos pela administração do hotel. "A área em que os ribeirinhos estão é do Exército e é vizinha à do hotel", afirmou Santos. Segundo ele, no dia 15 houve reunião conciliatória e a pendência foi resolvida. O Comando Militar da Amazônia não se manifestou sobre o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.