Hospital entrega certidão de óbito de paciente vivo

A família do aposentado Rosalvo Santos, que teve um derrame e foi internado no hospital de Itabuna, a 450 quilômetros de Salvador, foi informada por telefone da morte dele. A família preparou o enterro e recebeu o atestado de óbito. Na hora da liberação do corpo, os parentes descobriram que o morto era outro paciente, Hamilton Souza.Welton Santos, sobrinho do "morto", que chegou a comprar um caixão por R$ 400, estava revoltado hoje com o erro do hospital. "Minha tia de 87 anos e meu pai passaram mal quando foram informados da morte de meu tio", disse.O diretor do hospital, Sérvulo Dourado, disse que houve uma troca de prontuários, pois os dois pacientes com os mesmos problemas estavam lado a lado na enfermaria. Santos permanece internado no hospital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.