Hospital de Botucatu cria grupo para tratar pneumonia atípica

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, na região de Bauru, no interior do Estado de São Paulo, criou nesta quarta-feira um grupo de ação para tratar de todas as questões ligadas à pneumonia asiática, chamada de Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars).O grupo é formado por médicos, docentes e pesquisadores das áreas de moléstias infecciosas, terapia intensiva, pediatria, pronto-socorro e clínica médica.A função destes profissionais será preparar o hospital e os funcionários para receber eventuais doentes que possam estar com a Sars e fazer a triagem dos casos suspeitos. A equipe também vai desenvolver campanhas externas de esclarecimento sobre a doença.Veja o índice de notícias sobre a pneumonia atípica

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.