Homossexualismo na adolescência preocupa Saúde

A iniciação sexual da maioria da população homossexual que freqüenta bares, saunas e passeatas de orgulho gay ocorre entre 11 e 17 anos. Pesquisa do Ibope com 800 homossexuais em sete capitais, incluindo São Paulo e Rio, mostra que 26% dos entrevistados tinham entre 11 e 14 anos quando tiveram a primeira relação com alguém do mesmo sexo, enquanto 32% estavam na faixa de 15 a 17 anos. A transmissão da doença entre os jovens homossexuais preocupa o Ministério da Saúde.O levantamento foi encomendado pelo governo para verificar o comportamento do público gay, em termos de prevenção à aids, após a disseminação do coquetel antiaids na rede pública de saúde. O temor era que essa faixa da população, considerada um dos principais grupos ameaçados pela doença, tivesse relaxado na prevenção por causa dos efeitos benéficos do coquetel nos pacientes infectados pelo HIV.Mas apenas 10% dos entrevistados disseram que diminuiu o uso de preservativos após a distribuição maciça do coquetel pelo Sistema Único de Saúde. Para 44%, o uso da camisinha aumentou e para outros 44% o hábito manteve-se estável - 2% não souberam responder. O que deixou o ministro da Saúde, José Serra, preocupado foi o fato de que, entre os 10% que constataram o menor uso de preservativos, a maioria (52%) acredita que esse relaxamento ocorreu entre a população com menos de 24 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.