Homicídios, suicídios e acidentes mataram 2 milhões entre 80 e 2000

O IBGE informou que as chamadas causas externas (que, além de homicídios, inclui também acidentes, suicídios e outras causas não naturais) provocou cerca de 2 milhões de mortes no País de 1980 a 2000, ou o equivalente à população de Brasília. No documento de divulgação da Síntese dos Indicadores Sociais, o IBGE informa que, em 82,2% dos casos (1,7 milhões), as vítimas foram homens. Em 2000, as causas externas foram a segunda maior causa de morte no País (14,5% do total de mortes). Na distribuição dos tipos de causas externas, ainda segundo o documento do IBGE, os homicídios vêm aumentando sua participação, enquanto a dos acidentes de trânsito vem caindo. Entre 1991 e 2000, a proporção de mortes por acidentes de transporte, no total de causas externas, caiu 10,4%, passando a 25% do total, enquanto a de homicídios cresceu 27,2% e chegou a 38,3% do total.Leia maisIBGE destaca queda de rendimento no mercado de trabalhoNúmero de idosos está crescendo rapidamente, mostra IBGENúmero de analfabetos diminuiMortes por armas de fogo dobraram na década de 90

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.