Homeopatia é eficaz no tratamento da dengue

Resultados preliminares de uma pesquisa realizada pela Federação Brasileira de Homeopatia em cerca de 500 doentes de dengue, desde o início do ano, mostrou que o uso de terapias homeopáticas ajudou a reduzir os sintomas da doença e ainda encurtou o tempo de duração da infecção. O estudo analisou a eficácia do tratamento com homeopatia de clínicas particulares, de postos de saúde que oferecem terapias alternativas e do Instituto Homeopático Brasileiro. Os resultados finais ainda não estão prontos, mas, segundo os organizadores da pesquisa, a maioria dos doentes tratados com 14 diferentes remédios homeopáticos teve uma dengue mais leve do que os que receberam apenas o tratamento alopático tradicional. "Conseguimos mostrar que os remédios que estimulam a capacidade de resposta do organismo têm efeito positivo em doentes com dengue. A dengue hemorrágica, que é a forma mais perigosa da doença, quase não atingiu nossos pacientes", explicou Fábio Bolognani, presidente da Federação Brasileira de Homeopatia. A conclusão final do estudo será apresentada no 7º Simpósio Internacional de Pesquisa em Homeopatia, que acontece entre 2 e 4 de maio na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj). Dengue será um dos temas discutidos no congresso. O estudo será apresentado ao Ministério da Saúde. A federação quer que o ministério divulgue os benefícios do tratamento homeopático em doenças tropicais como a dengue. "Nosso objetivo é mostrar à população que a homeopatia pode ajudar a diminuir a gravidade de uma doença que está matando no Rio." Segundo o último balanço estadual, divulgado na quinta-feira passada, a dengue já atingiu 129.920 pessoas e matou 47 desde o início do ano. A grande maioria dos casos ocorreu na cidade do Rio, que teve 66.665 e 29 mortes até hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.