Homem encontra seus sequestradores em ônibus em SP

Um comerciante de Pindamonhangaba, no Vale da Paraíba encontrou seus sequestradores em um ônibus após conseguir fugir do cativeiro em Cruzeiro, na mesma região. Ele conseguiu avisar a polícia e prender os suspeitos. Segundo o boletim de ocorrência, registrado no 1º DP de Cruzeiro, o plano inicial feito por três pessoas, entre eles uma menor, de 14 anos, que teria um suposto envolvimento com a vítima, era o de um sequestro relâmpago contra o comerciante.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

12 de maio de 2009 | 13h55

Após sequestrarem a vítima em Pindamonhangaba, os acusados Edson Moreira da Silva e de Carlos Cesar Florentino dos Santos, junto com a menor, foram para a cidade de Cruzeiro, para fazer saques em bancos. Na cidade, um dos bancos estava com o caixa eletrônico quebrado e o outro já não estava funcionando por ter passado das 22 horas. Como não conseguiram retirar o dinheiro, os três resolveram então deixar o homem em uma residência usada para consumo de drogas.

Foi acertado o pagamento de R$ 100,00 para o grupo que estava na casa para mantê-lo preso em um dos quartos, além do pagamento de outros R$ 50,00 para a dona do imóvel, para que ela servisse o café da manhã para o comerciante e oferecesse um dinheiro para que ele tomasse um ônibus de volta para a casa. Segundo o boletim, as pessoas ficaram durante toda a noite consumindo drogas, o que facilitou a fuga da vítima. Rapidamente o homem foi para a rodoviária e conseguiu uma passagem para sua cidade.

No caminho, o trio de acusados, que estava com o cartão do banco e a senha da vítima, entrou no ônibus. De acordo com a polícia, o comerciante abaixou a cabeça para não ser reconhecido e, ao chegar ao município de Cachoeira Paulista, desceu no terminal e avisou a polícia. Foi feito um cerco na Rodovia Presidente Dutra, e na cidade de Lorena o ônibus foi parado. A polícia encontrou os três suspeitos dormindo no fundo do coletivo. Eles acabaram levando os policiais até o cativeiro. O comerciante reconheceu os suspeitos e 12 pessoas foram presas, entre eles três menores.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciasequestroônibus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.