Hillary Clinton confirma visita ao Brasil no início de março

Pauta inclui acordo de cooperação econômica e ações conjuntas no Haiti e em Moçambique

estadao.com.br,

24 Fevereiro 2010 | 16h57

A secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, confirmou nesta quarta-feira, 24, que viajará na próxima semana à América Latina e se reunirá com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 3 de março, em Brasília. Hillary também visitará o Uruguai, Chile, Costa Rica e Guatemala de 28 de fevereiro a 5 de março.

 

A secretária de Estado deve desembarcar em Brasília com a missão de abrandar divergências acumuladas com o governo brasileiro na esfera internacional. A adoção de uma agenda mais construtiva entre Brasil e Estados Unidos estará assentada no lançamento formal da negociação de um acordo de cooperação econômica e na assinatura de quatro memorandos de entendimento na área política, entre os quais o que prevê ações conjuntas no Haiti e em Moçambique e a promoção da igualdade de gêneros.

 

A vinda de Hillary pode indicar uma possível visita ao Brasil do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, neste semestre. Esse compromisso ainda é mais incerto e depende dos passos do Brasil no conflito entre o Irã e as potências nucleares ocidentais para ser confirmado pela Casa Branca.

 

A visita da secretária à América Latina começará por Montevidéu, onde ela assistirá à posse de José Mujica como presidente do Uruguai, em 1º de março. Em Santiago, Hillary se encontrará com a presidente Michelle Bachelet, em fim de mandato, e com o presidente eleito Sebastián Piñera, prossegue a nota.

 

Depois de passar pelo Brasil, Hillary irá à Costa Rica, onde se reunirá com o presidente Oscar Arias e com a presidente eleita Laura Chinchilla. Na Guatemala, a secretária de Estado dos EUA conversará com o presidente Álvaro Colom antes de regressar a Washington.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.