Herrmann é novo líder do PPS na Câmara

O deputado João Herrmann Neto (PPS-SP) foi eleito ontem líder do PPS na Câmara, na mais acirrada disputa em lideranças partidárias deste ano. Ele venceu por apenas um voto (sete a seis) o deputado Regis Cavalcante (AL), e irá suceder o deputado Rubens Bueno (PR) no comando da bancada. O voto decisivo foi do deputado Pimentel Gomes (CE), primo do candidato do partido à Presidência da República, Ciro Gomes. O retorno de Herrmann à liderança - ele foi o líder nos dois primeiros anos dessa Legislatura (1999 e 2000) - foi contestado na bancada pelos partidários de Cavalcante. Eles reclamam que o deputado não honrou um compromisso firmado há dois anos, quando a bancada decidiu ignorar o princípio do rodízio na liderança, permitindo a recondução dele ao cargo, sob a condição de que Herrmann ficasse de fora das outras disputas nesta Legislatura, o que provocaria a renovação e ascensão de outros deputados do partido. Com a eleição do líder do PPS, fica faltando apenas a definição do sucessor do líder do PDT, Miro Teixeira (RJ) - que poderá ser reconduzido novamente ao cargo na semana que vem. Apenas outros três partidos renovaram seus líderes. O PT substituiu Walter Pinheiro (BA) por João Paulo Cunha (SP), o PSB trocou Eduardo Campos (PE) por José Antonio Almeida (MA) e o PC do B elegeu Haroldo Lima (BA) para substituir Inácio Arruda (CE). Os demais partidos reconduziram seus líderes: no PFL, Inocêncio Oliveira (PE); no PSDB, Jutahy Júnior (BA); no PMDB, Geddel Vieira Lima (BA); no PPB, Odelmo Leão (MG); no PTB, Roberto Jefferson (RJ); e no PL, Valdemar Costa Neto (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.