Heráclito fará novos cortes no Senado na próxima semana

Secretário da Casa, que cortou 50 cargos de direção na quinta, diz que vai 'continuar a enxugar a estrutura'

Ana Paula Scinocca, de O Estado de S. Paulo,

20 de março de 2009 | 13h05

O primeiro secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), avisou nesta sexta-feira, 20, que o corte de diretores na Casa continuará na próxima semana, mas não soube informar a proporção de novas demissões. Na quinta, ele anunciou o corte de 50 dos 181 cargos de direção. "Na semana que vem, vamos continuar a enxugar a estrutura", disse.

 

Veja também:

linkSenado demite 50 diretores e manda recolher carros oficiais

 

Segundo Heráclito, a lista com os nomes dos 50 diretores que serão cortados imediatamente deverá ser divulgada ainda nesta sexta. O primeiro secretário do Senado não soube informar se os funcionários que perderão a função de direção continuarão a realizar o mesmo serviço ou terão novas atribuições na Casa.

 

Também nesta sexta, Heráclito afirmou que serão suspensas as obras da cela que seria construída na Casa Legislativa para deter pessoas que cometerem crimes dentro da instituição. Ele disse que vai analisar a necessidade da obra antes de dar continuidade à construção da cela. "Mandei suspender para analisar este caso", afirmou o senador. O diretor da Polícia Legislativa do Senado, Pedro Araújo, disse que as obras tinham o prazo de duas semanas para serem concluídas.

 

Orçada em R$ 569.445, a construção da cela foi autorizada em dezembro pelo então primeiro-secretário da Casa, Efraim Morais (DEM-PB), a pedido do diretor da polícia. Com uma área total de 645 m2, a cela seria oficialmente chamada de "sala de custódia".

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoHeráclito Fortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.