Henrique Alves critica invasão do plenário da Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), criticou na noite desta terça-feira a invasão do Plenário da Casa por manifestantes, ocorrida durante a tarde. "Não foi uma atitude democrática, nem respeitosa", classificou Alves.

RICARDO DELLA COLETTA, Agência Estado

20 de agosto de 2013 | 20h09

Referindo-se aos policiais militares e aos bombeiros, que pressionam a Câmara pela aprovação em segundo turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece um piso nacional para a categoria, a PEC 300, o presidente da Câmara ressaltou que havia feito um acordo com eles na tarde desta terça. "Recebi os representantes da categoria e pedi um prazo para discutir essa matéria", disse o presidente, destacando que a discussão deve envolver também governadores e a própria União. "Então me surpreendi com essa atitude que não engrandece nem ajuda o voto consciente dos parlamentares."

Vetos

Perguntado sobre qual a sua previsão para a análise do veto parcial da presidente Dilma Rousseff às novas regras de divisão do Fundo de Participação dos Estados (FPE), Alves respondeu: "acho que é a derrubada do veto".

Mais conteúdo sobre:
invasão CâmaraHenrique Alves

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.