Heloísa Helena recolhe assinaturas para formalizar partido

A senadora Heloísa Helena, expulsa do PT em dezembro do ano passado, passou a manhã de domingo na orla da zona Sul do Rio recolhendo assinaturas para a legalização do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), fundado por ela e outros ex-petistas. Heloísa deverá ser lançada candidata a presidente pela nova legenda.Heloísa Helena foi cumprimentada por vários eleitores e, em um pequeno discurso, no Posto 4, em Copacabana, pediu colaboração para chegar às 438 mil assinaturas necessárias para formalizar o PSOL."Este partido dá abrigo à esquerda que não se vende e não se rende para se lambuzar no banquete farto do poder", disse a senadora. Ela gravou uma declaração de apoio à candidata do PC do B à prefeitura do Rio, deputada federal Jandira Feghali.A senadora anunciou uma mobilização para tentar impedir a aprovação da Medida Provisória que dá status de ministro ao presidente do Banco Central, Henrique Meirelles."Se minha primeira contenda com o governo foi em função do Henrique Meirelles, todos já sabem minha posição. Esta MP é imoral e insustentável juridicamente. Significa proteger a vigarice política e fiscal", afirmou. Com a medida, Meirelles, acusado de irregularidades na declaração de Imposto de Renda, passa a responder ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.