Heloísa Helena participa de reunião sobre caso Renan

Mesa Diretora se reúne para decidir sobre envio de documentos à nova perícia na Polícia Federal

REUTERS

17 de julho de 2007 | 12h20

Teve início nesta terça-feira reunião da Mesa Diretora do Senado que decidirá sobre o pedido do Conselho de Ética para que a Polícia Federal aprofunde a perícia nos documentos apresentados pelo senador Renan Calheiros (PMDB-AL) para comprovar ganhos com a venda de gado, operação que garantiria recursos ao senador para arcar com suas despesas pessoais.   Veja também:    Entenda o caso Renan Advogado de Renan tenta participar de reunião da Mesa Renan se diz 'impedido' e Senado decidirá sobre perícia Renan vira até 'corretor' de gabinete para salvar o mandato A reunião é comandada por Tião Viana (PT-AC), primeiro vice-presidente do Senado, e, além dos outros integrantes da Mesa Diretora, conta com a presença da presidente do PSOL, ex-senadora Heloísa Helena, e do advogado de Renan, Eduardo Ferrão. A representação que levou ao processo que investiga Renan Calheiros é de autoria do PSOL.O senador alagoano é acusado de ter suas despesas pagas por um lobista da empreiteira Mendes Júnior, o que lhe rende o processo por quebra de decoro no Conselho de Ética.Se não tiver número suficiente de votos para derrotar o requerimento do conselho, Renan quer deixar a discussão para depois do recesso parlamentar, que começa nesta quarta-feira e vai até dia 31 de julho.A defesa do senador não descarta recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) no final ao processo para contestar procedimentos do Conselho de Ética.No caso de uma nova perícia pela Polícia Federal, aliados de Renan Calheiros argumentam que somente uma Comissão Parlamentar Inquérito (CPI) e o STF teriam poderes para investigá-lo, já que como parlamentar tem foro privilegiado.(Por Natuza Nery)

Tudo o que sabemos sobre:
MANCHETESPOLITICAMESA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.