Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Heleno diz que não há rusgas entre Bolsonaro e Paulo Guedes: 'São best friends'

Na última sexta, houve desencontro de informações entre o presidente e a equipe econômica a respeito de impostos.

Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

07 de janeiro de 2019 | 14h15

BRASÍLIA - O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, negou que haja alguma "rusga" na relação entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, e disse que os dois são "best friends". Ele falou com a imprensa após a posse dos novos presidentes dos bancos públicos, no Palácio do Planalto, evento que foi marcado por trocas de afagos entre Bolsonaro e Guedes.

Na última sexta-feira, 4, houve desencontro de informações entre o presidente e a equipe econômica a respeito de impostos. Também houve ruído de informação sobre a reforma da Previdência. "Não teve rusga nenhuma, nem rusga, nem carrinho por trás, nem tesoura voada, não teve nada. Hoje de manhã se encontraram aí, best friends, não tem essa história", disse Heleno.

O ministro-chefe do GSI creditou o erro de Bolsonaro na semana passada, que acabou desmentido por membros de sua equipe, à quantidade de informações que o presidente recebe. "Acredito que aquilo foi fruto de uma primeira semana, o peso em cima das costas do presidente é muito grande, ele acaba ouvindo muita coisa sem ter tempo nem de conferir se o que ele ouviu está valendo ainda", afirmou o ministro.

Em mais uma tentativa de alinhamento entre o entorno do presidente e a equipe econômica, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, almoçou com Guedes no Planalto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.