HC de Ribeirão treina funcionários para casos de pneumonia asiática

O Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto está treinando os porteiros, recepcionistas e assistentes sociais de sua Unidade de Emergência, no centro da cidade, para atender pacientes com suspeitas de terem contraído a Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars), a pneumonia asiática. Como o hospital recebe pacientes de toda a região, ele será o centro de referência em eventuais casos dessa doença, que surgiu na Ásia e já causou 84 mortes. O HC é também o único da região capacitado para atender esse tipo de ocorrência.Uma sala, do terceiro andar da Unidade de Emergência, foi destinada para o isolamento do paciente suspeito da doença. A sala não terá pressão negativa, o que evitaria a possível transmissão do vírus da pneumonia atípica para outros ambientes, mas a direção do hospital poderá abrir novas salas de isolamento, caso sejam necessárias. O médico sanitarista Clésio Soares, do departamento de Medicina Social do HC, está dando as orientações específicas aos funcionários da instituição, orientando-os desde o uso de máscaras e luvas até os procedimentos seguintes, levando ou não o paciente à internação, na sala de isolamento (nos casos suspeitos ou confirmados).Veja o índice de notícias sobre a pneumonia atípica

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.