Haverá mudanças estruturais na Argentina, diz ministro

O ministro do Interior, Aníbal Fernández, afirmou hoje que haverá mudanças estruturais importantes na Argentina com o governo do presidente peronista Néstor Kirchner. "Quero acabar com a esquizofrenia de que com menos de 50% dos deputados a favor, não se pode governar. Não é certo, porque o que se requer é que sentar e discutir políticas públicas comuns, que sirvam a todos", afirmou Fernández, em entrevistas a uma rádio de Buenos Aires. No mesmo tom de consenso utilizado por Kirchner, Fernández disse também que "existem necessidades políticas a cumprir e é o momento de começar a fazê-lo com as pessoas que sigam nossa maneira de pensar, e com aquelas não concordam".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.