Hamilton: programas sociais têm peso modesto no Sul

O diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Araújo, fez uma comparação entre o total de beneficiários do Bolsa Família no Brasil por região e demonstrou que os programas de transferência de renda "têm peso modesto" no Sul do País. A fala ocorreu nesta terça-feira, durante apresentação do Boletim Regional. Segundo ele, apenas 6,7% dos beneficiários do Bolsa Família estão nesta parte do País. O Nordeste, em contraponto, concentra 52% deles.

VICTOR MARTINS E FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, ENVIADOS ESPECIAIS, Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2014 | 17h43

Hamilton também falou sobre a redução da pobreza no País. O diretor explicou que a participação da renda dos 50% mais pobres no Sul e no Brasil, na renda domiciliar total do País, vem crescendo desde 1996 e que a da parcela de 1% mais ricos desacelerou ao longo dos anos. Hamilton usou os dados para demonstrar que houve uma melhora dos indicadores de desigualdade social.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.