Hage: 4% das denúncias de cartões apuradas têm base

O ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Jorge Hage, disse que 65% de todas as denúncias de mau uso dos cartões corporativos já foram apuradas e apenas 4% das transações foram consideradas gastos indevidos. Ele considerou como "folclórico" o caráter de muitas denúncias feitas pela imprensa em relação ao péssimo uso dos cartões corporativos. Ele referia-se a erros de informação, a partir de ilações indevidas sobre o tipo de compra com base no nome de fantasia da empresa fornecedora. Nesse caso, ele citou uma suposta compra de "bichinho de pelúcia" feita pela Marinha. "Independentemente do caráter folclórico ou não, nossa decisão é no sentido de que todas as denúncias da imprensa sejam apuradas", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.