Haddad indica Roberto Aguiar como reitor da UnB

Ele substituirá Timothy Mulholland, que renunciou após ser acusado de desvios e da ocupação da reitoria

Nélia Marquez, de O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2008 | 20h05

O ministro da Educação, Fernando Haddad, anunciou nesta terça-feira, 15,  em entrevista coletiva, o nome do professor da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB)  Roberto Aguiar como reitor temporário. As informações constam de nota publicada no site da UnB. Aguiar substituirá  Timothy Mulholland, que formalizou na segunda-feira sua renúncia, após a ocupação da reitoria pelos estudantes - movimento que completa dez dias nesta terça.   A universidade apareceu como líder no ranking de instituições federais em gastos com cartões, e Mulholland teria usado recursos públicos de uma fundação, no total de R$ 470 mil, para mobiliar o apartamento funcional ocupado pelo reitor.   Veja também: Entenda o caso do reitor da UnB Após licença, estudantes da UnB querem agora saída de vice  Estudantes da UnB rejeitam termo e mantêm ocupação MEC quer parecer da Finatec sobre recursos para UnB Justiça manda estudantes desocuparem Reitoria    Roberto Aguiar assumirá a administração da UnB por um prazo entre 90 e 180 dias e será responsável por conduzir o processo eleitoral para escolha da nova gestão.   Ele foi escolhido a partir de uma lista tríplice que foi fechada mais cedo pelo Conselho Universitário da UnB. A nomeação de Aguiar deve ser publicada na edição do Diário Oficial da próxima quinta-feira.   Roberto Armando Ramos de Aguiar, 68 anos, é paulista de São Vicente, já foi secretário de Segurança Pública no Distrito Federal e no Rio de Janeiro e foi consultor jurídico do governo do Distrito Federal quando o senador e ex-reitor da UnB Cristovam Buarque, era o governador do Distrito Federal.    

Tudo o que sabemos sobre:
UnB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.