Haddad diz que estará de mãos dadas com Marta

O pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, aproveitou hoje a sinalização feita pelo tucano José Serra, que disse ontem (23) ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) avaliar a possibilidade de entrar na disputa pela sucessão do prefeito Gilberto Kassab, para tranquilizar a senadora Marta Suplicy (PT-SP) com relação a uma eventual aliança de sua legenda com o PSD de Kassab.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

24 de fevereiro de 2012 | 18h19

Na ocasião em que as conversas entre PT e PSD estavam adiantadas, Marta disse que temia acordar de mãos dadas com Kassab no palanque e que isso, para ela, seria um pesadelo. "Ela (Marta) vai acordar de mãos dadas comigo", disse o ex-ministro da Educação.

Em visita à região do M''Boi Mirim, no Jardim Angela, extremo sul da capital, Haddad disse que não tem dúvida da participação de Marta Suplicy em sua campanha e que no momento certo ela estará presente em suas incursões pela cidade. O petista chegou à região do M''Boi Mirim por volta das 5 horas da manhã de hoje, onde visitou uma unidade básica de saúde, uma creche, as obras do PAC e um terminal de ônibus.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesSPPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.