Hackers invadem site de Michel Temer

Ataque é protesto contra projeto americano de controle da internet

estadão.com.br

23 de janeiro de 2012 | 15h20

Um grupo de hackers invadiu na tarde desta segunda-feira o site do vice-presidente Michel Temer (micheltemer.com.br). O ataque faz parte de uma série de protestos contra os projetos de lei de controle da internet que estavam em discussão nos Estados Unidos até semana passada. A página de Temer voltou ao ar por volta de 15h.

 

Os responsáveis pela invasão aproveitaram para criticar a corrupção na mensagem publicada na página do vice-presidente. Além de atacar os projetos Stop the Piracy Act (Sopa) e Protect Intelectual Property Act (Pipa), os hackers escreveram: "Deixem de serem corruptos!". 

O site de Michel Temer não tem conteúdo próprio - redireciona o usuário automaticamente para a página da Vice-Presidência da República. A equipe do Gabinete de Segurança Institucional vai investigar o ataque hacker.

 

Na semana passada, a página da administração regional de Brasília (brasilia.df.gov.br) também foi invadida em protesto contra os projetos de combate à pirataria no Congresso americano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.