Hackers deixam portal do PT fora do ar por 24 horas

'Esperamos sinceramente que a candidatura adversária não esteja estimulando este tipo de comportamento', disse o secretário nacional de Comunicação do PT, André Vargas.

estadao.com.br

14 de abril de 2010 | 15h02

O secretário nacional de Comunicação do PT, André Vargas, lamentou o fato de o portal do PT ter sofrido invasão e ficado fora do ar. "É lamentável essa ação de desocupados na rede de computadores. É coisa de gente que não gosta do PT", afirmou.

 

O portal do PT esteve indisponível por mais de 24 horas e somente retornou à normalidade na tarde da terça-feira, 13. Devido a alertas emitidos na manhã de segunda-feira, 12, a Secretaria Nacional de Comunicação decidiu tirar o portal do ar e solicitar uma varredura.

 

De acordo com a conclusão técnica, parte dos arquivos que compunham o portal do PT sofreu "a inserção do código suspeito na segunda-feira às 3h05". A ação foi realizada com a utilização de acesso indevido e a sua origem deverá ser apurada.

 

Foram realizados trabalhos de "limpeza" de todos os arquivos. O portal está recuperado e funciona normalmente.

 

Com relação aos usuários que acessaram o portal PT, os técnicos afirmaram que é aconselhável que eles adotem as medidas cabíveis de varredura de suas máquinas com a utilização de antivírus.

 

Vargas também comentou as suspeitas levantadas desde a terça de que o incidente estivesse ligado a uma "guerra suja na internet", deflagrada pelos aliados do candidato tucano José Serra. "Esperamos sinceramente que a candidatura adversária não esteja estimulando este tipo de comportamento. Isso seria péssimo para a democracia", enfatizou.

Tudo o que sabemos sobre:
PTPSDBportalinvasão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.