Habeas-corpus de Arruda será relatado por Marco Aurélio

O pedido de habeas-corpus em favor do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelos seus advogados, será relatado pelo ministro Marco Aurélio de Mello.

JOÃO DOMINGOS, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 18h35

No pedido, os advogados afirmam que a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) agiu de forma precipitada impondo os rigores de uma prisão preventiva sem que se tenha esclarecimento cabal dos fatos em apuração, restringindo a liberdade de quem jamais foi ouvido pela autoridade policial ou por qualquer outra autoridade com atribuição legal.

Alegam ainda que a defesa não foi avisada da reunião da Corte Especial, tendo sido os meios de comunicação informados antes dos advogados.

O STJ determinou a prisão do governador por entender que Arruda tentou coagir testemunhas e obstruir a Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.