Há dois meses, estamos vivendo o pior dos mundos, diz filho de Dirceu

Zeca Dirceu disse que, seja qual for a decisão do STF sobre prisão de seu pai, 'não será surpresa'

Tânia Monteiro, Agência Estado

20 de dezembro de 2012 | 13h29

BRASÍLIA - O deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), filho ex-ministro José Dirceu, disse nesta quinta-feira, 20, que "há 60 dias, estão vivendo o pior dos mundos". Segundo ele, qualquer que seja a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o pedido do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, de prisão imediata dos condenados do mensalão, "não será surpresa".

Ele disse ainda que a defesa do ex-ministro, condenado a 10 anos e 10 meses no processo do mensalão, vem sendo prejudicada há vários meses. Zeca Dirceu participou na manhã desta quinta da cerimônia de anúncio do programa de investimentos em aeroportos, no Palácio do Planalto.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãojulgamentoDirceuZeca Dirceu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.