Gurgel manda arquivar inquérito contra Nercessian

Parecer enviado na última sexta-feira pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ao Supremo Tribunal Federal recomenda o arquivamento de inquérito contra o deputado Stepan Nercessian (PPS-RJ). O parlamentar recebeu, em 2011, R$ 175 mil do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso pela Polícia Federal, no dia 29 de fevereiro.

EUGÊNIA LOPES, Agência Estado

24 de setembro de 2012 | 09h30

Dizendo ser amigo há mais de 20 anos do bicheiro, Nercessian explicou que R$ 160 mil se referiam a um empréstimo, já saldado, para a compra de um apartamento. O restante do dinheiro ele teria usado para a compra de ingressos para o desfile de escolas de samba do Rio. "A sensação de Justiça é uma das melhores alegrias que um homem pode ter", comemorou o deputado, ao saber da decisão do procurador Gurgel. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Tudo o que sabemos sobre:
CachoeiraGurgelNercessianarquivamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.