Gurgel deve encaminhar a São Paulo denúncia de Valério contra Lula

Segundo publicitário, o ex-presidente teria se beneficiado com dinheiro do mensalão

Mariângela Gallucci, O Estado de S. Paulo

01 de fevereiro de 2013 | 12h07

BRASÍLIA - O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, informou nesta sexta-feira, 1, que deve encaminhar para a Procuradoria da República em São Paulo, até segunda-feira, 3, a acusação feita pelo publicitário Marcos Valério de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria se beneficiado do dinheiro do esquema do mensalão. Gurgel falou durante a saída da cerimônia de abertura do ano judiciário, realizada nesta sexta no Supremo Tribunal Federal (STF).

Marcos Valério fez a revelação durante um depoimento no Ministério Público em setembro, época em que o Supremo julgava o processo criminal contra os acusados de envolvimento com o esquema. O depoimento do publicitário foi antecipado pelo Estado.

O julgamento terminou em dezembro, com a condenação de 25 réus. Como Lula não é mais presidente, ele não tem mais direito ao foro privilegiado, ou seja, o caso será remetido à procuradoria que atua na Justiça da primeira instância, em São Paulo, para que decida se será aberta investigação contra o ex-presidente.

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãoGurgelLuladenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.