Marcio Fernandes/AE
Marcio Fernandes/AE

Guilherme Afif é o novo ministro do governo Dilma

Vice-governador de São Paulo vai comandar a Secretaria da Micro e Pequena Empresa

Tânia Monteiro e Rafael Moraes Moura - O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2013 | 18h50

A Secretaria de Imprensa do Palácio do Planalto informou que a presidente Dilma Rousseff convidou Guilherme Afif Domingos para chefiar a Secretaria da Micro e Pequena Empresa. A nota, divulgada no início da noite desta segunda-feira, 6, lembra que a Secretaria - que tem status de ministério - formulará políticas de apoio às micro e pequenas empresas, "segmento fundamental para a geração de empregos e o desenvolvimento da economia brasileira". A nota lembra que Afif foi duas vezes presidente da Associação Comercial de São Paulo, presidiu o conselho do Sebrae, foi deputado federal constituinte e é atual vice-governador de São Paulo.

"Afif Domingos tem tido papel relevante em todos os processos que nos últimos anos resultaram no estímulo e na valorização das micro e pequenas empresas no País", diz a nota do Planalto, acrescentando que a presidente Dilma (que se reuniu nesta segunda-feira em São Paulo com Afif Domingos) desejou sucesso a ele e "manifestou sua confiança no desempenho do novo ministro à frente da Pasta". O posse está marcada para a próxima quinta-feira, 9, às 10 horas.

A Secretaria da Micro e Pequena Empresa deverá auxiliar na elaboração de políticas de estímulo ao microempreendedorismo. As competências do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior referentes à microempresa, à empresa de pequeno porte e ao artesanato serão transferidas para a recém-criada secretaria.

Nas contas do governo, o 39º ministério representará um gasto anual de R$ 7,9 milhões aos cofres públicos. O projeto de lei aprovado no Congresso Nacional previa a criação dos cargos de ministro, secretário-executivo e outros 66 em comissão.

Antes de oficializar o convite, Dilma esteve em São Paulo, onde participou de evento da Associação Comercial de São Paulo, já presidida por Afif. Em seu discurso, a presidente fez elogios ao vice-governador, quem definiu como "um brasileiro que colocou na pauta do País as micro e pequenas empresas".

A ida de Afif para o 39º ministério é vista como aproximação do PSD, partido do ex-prefeito Gilberto Kassab, com o PT. A interlocutores, Afif diz que pretende acumular o cargo de vice.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaGuilherme Afif Domingosministro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.