Guerra diz acreditar em união Serra-Aécio para 2010

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), disse hoje acreditar na união dos dois principais nomes à candidatura tucana para a Presidência em 2010 - os governadores de São Paulo, José Serra, e de Minas Gerais, Aécio Neves. "Quem aposta na divisão dos dois vai se dar mal", afirmou ele, após assistir à cerimônia de posse do ex-ministro Paulo Renato Souza como secretário da Educação de Serra. "(A divisão) é tudo o que o adversário quer. A eleição está difícil para eles, então eles trabalham para nos dividir."

CAROLINA FREITAS, Agencia Estado

13 de abril de 2009 | 19h24

De acordo com Guerra, o regulamento para eventuais prévias do PSDB para a escolha do candidato deve ser apresentada à Executiva do partido "nestes dias". O líder disse não haver "nada que preocupe" na relação de Serra e Aécio. "Os dois estão governando seus Estados. As prévias estão sendo estruturadas. Se vai ter prévia ou não, vai depender dos pré-candidatos e da evolução do processo político."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.