Guerra: campanha de Serra vai melhorar mais agora

Segundo ele, muitos militantes que não haviam entrado com força na campanha no 1º turno vão somar forças no segundo

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

06 de outubro de 2010 | 16h21

O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, ao chegar nesta quarta-feira, 6, ao Centro de Convenções Brasil XXI, em Brasília, onde ocorre encontro do partido, disse que o segundo turno é uma nova eleição, uma campanha completamente diferente e enfatizou que "a campanha já vinha melhorando e vai melhorar ainda mais agora".

Segundo ele, muitos militantes que não haviam entrado com força na campanha de Serra no primeiro turno porque temiam o tamanho do presidente Lula vão somar forças agora no segundo turno. Ele observou ainda que uma parcela importante do eleitorado ao votar em Marina Silva demonstrou que rejeita a candidata Dilma Rousseff. "A Dilma era a hegemonia, representava o presidente Lula, que tem mais de 80% de aprovação, mas esse projeto foi rejeitado pelo eleitor", afirmou.

Em busca dos cerca de 20 milhões de votos de Marina, ele afirmou que o PSDB está disposto a incorporar parte do programa do PV sobre recursos naturais e meio ambiente, que, segundo ele, tem afinidades com o programa do PSDB. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não participa do evento porque está recebendo representantes da Organização das Nações Unidas (ONU) em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.