Guerra buscará na 4ª apoio de tucanos de SP a Alckmin

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), marcou para a quarta-feira uma conversa definitiva com representantes do partido em São Paulo que defendem a coligação com o DEM e o apoio à reeleição do prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab. Ele aguarda a resposta ao apelo que fez esta semana ao líder do PSDB na Câmara de Vereadores, Gilberto Natalini, e ao secretário de Esportes da Prefeitura, Walter Feldman, para que desistam da idéia e apóiem a candidatura de Geraldo Alckmin. Na véspera do encontro com os dois tucanos, realizado quarta-feira, Sérgio Guerra jantou com o governador José Serra, em Brasília, a quem fez o mesmo pedido. "Eu disse claramente que era um risco enorme para o PSDB, podendo causar danos generalizados", contou o senador, que está trabalhando pelo entendimento em São Paulo. Se houver o racha, o grupo ligado a Alckmin poderá pedir a intervenção da Executiva Nacional, com base em resolução já aprovada, causando mais desgastes e dificuldades para a eleição paulista.Na avaliação de Sérgio Guerra, um problema restrito à Prefeitura da capital paulista irá ter dimensão nacional, interferindo na candidatura de Serra à presidência da República pelo PSDB. Para facilitar o entendimento com o grupo pró-Kassab, um dos pontos em discussão é excluir a coligação do PSDB com o PTB na chapa de vereadores, estabelecendo a aliança apenas para a Prefeitura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.