Grupo protesta em desfile de 7 de Setembro em Belo Horizonte

Grupo protesta em desfile de 7 de Setembro em Belo Horizonte

Integrantes do Grito dos Excluídos dividiram espaço com grupo Patriotas, pró governo, em ato durante o desfile

Leonardo Augusto - Especial para O Estado, O Estado de S. Paulo

07 de setembro de 2015 | 15h39

BELO HORIZONTE - Manifestantes do Grito dos Excluídos, tradicionalmente alinhados ao governo federal, dividiram, ainda que por pouco tempo, espaço com integrantes do grupo Patriotas, contrários à presidente Dilma Rousseff (PT) na Praça Sete de Setembro, na região central de Belo Horizonte. Durante o desfile, que aconteceu na Avenida Afonso Pena, na mesma região, a cerca de 300 metros da praça, o governador Fernando Pimentel (PT), que acompanhava a parada militar, enfrentou protesto de aproximadamente 30 pessoas, a maior parte mostrando faixas de apoio à ditadura militar. Houve gritos de "ladrão", "fora Dilma" e "fora Lula". O grupo estava a cerca de 20 metros do palanque das autoridades.

O protesto aconteceu quase no final do desfile. O Batalhão de Choque da Polícia Militar foi chamado e se posicionou de frente para os manifestantes. Logo em seguida, o governador deixou o palanque. Segundo o Exército, aproximadamente 4 mil pessoas acompanharam o desfile.

Na Praça Sete de Setembro, segundo a PM, havia cerca de 150 integrantes do 21º Grito dos Excluídos, que, apesar do alinhamento ao governo Dilma, protestavam contra o ajuste fiscal colocado em curso pelo Palácio do Planalto. Entre os Patriotas, cerca de 30 manifestantes reclamavam do governo Dilma e do PT. O fundador do Patriotas em Minas, Julio Hubner, pregou a "desobediência civil em relação aos impostos". "Se o governo Dilma não sabe investir, para que pagar tributos?"

Os integrantes do Grito dos Excluídos chegaram à praça por volta do meio dia. Ao perceber a presença do grupo Patriotas, iniciaram gritos de "não vai ter golpe". Os dois movimentos permaneceram por cerca de quarenta minutos no local. Já na dispersão, integrantes dos movimentos se envolveram em um bate-boca. A PM usou spray de pimenta. Duas pessoas foram levadas para a delegacia. A PM não divulgou número de pessoas que foi à Avenida Afonso Pena acompanhar o desfile.

Tudo o que sabemos sobre:
7 de setembroBelo Horizonte,protestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.