Grupo Limpa Brasil protesta na Câmara contra absolvições

O Movimento Limpa Brasil está fazendo uma manifestação na Câmara, distribuindo pizzas em protesto contra a absolvição de deputados acusados de envolvimento no esquema do mensalão. O grupo, de cerca de 15 pessoas, representa 20 entidades da sociedade civil de Goiás, entre elas a Ordem dos Advogados do Brasil, o Fórum Empresarial e federações de donas de casas, idosos e outras.Eles distribuíram 256 pizzas tamanho grande, representando o número de votos que o deputado João Paulo Cunha PT-SP, ex-presidente da Câmara, obteve na semana passada, quando foi absolvido do processo de cassação pelo plenário da Câmara. As pizzas, compradas em Brasília, custaram R$ 1.684,00, custeados pela entidades que integram o movimento, segundo informaram seus organizadores.Os integrantes do movimento estão também distribuindo rodos, que são seu símbolo. Também foram espalhadas faixas nas entradas dos Anexos 2 e 4 da Câmara. "Pizza, não! Fora com essa lama", diz uma dessas faixas. "Mensalão, corrupção: indignação da Nação!", diz outra; "Absolver mensaleiro!? Em outubro, você não vai cair nesta, vai?", diz uma terceira.Um dos coordenadores do movimento, deputado João Campos (PSDB-GO), disse que a manifestação reforça a posição dos deputados que defendem a ética e o Conselho de Ética da Câmara, que pediu a cassação de nove deputados acusados de envolvimento no esquema do mensalão. "Concordo com o relator (Cezar Schirmer - PMDB-RS, relator do processo contra João Paulo) de que há uma frouxidão moral. As coisas não estão tendo a devida conseqüência", disse Campos.Em dezembro do ano passado, em outra manifestação no Salão Verde da Câmara, o movimento Limpa Brasil entregou um documento ao presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), firmando posição em defesa da ética.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.