Grupo desocupa sede da Funasa em Curitiba

Os mais de 50 índios que ocupavam desde segunda-feira a sede da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) em Curitiba saíram do local ontem, depois de receber por escrito a promessa do presidente do órgão, Francisco Danilo Bastos Forte, de que fornecerá veículos para atendimento à saúde nas aldeias. A Funasa se comprometeu a, em até 60 dias, retomar o convênio para locação de 17 carros e comprar mais 10. Apesar do acordo, o cacique da terra indígena Boa Vista, Neoli Olíbio, ressalvou que as comunidades indígenas paranaenses ainda têm pendências com o governo federal, como a demarcação de seis reservas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.