Grupo de índios ocupa sede da Funai em Cuiabá

Quarenta índios terenas, entre adultos e crianças, ocupam desde quinta-feira a sede da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Cuiabá. Segundo lideranças eles querem discutir a demarcação de 30 mil hectares da aldeia Kopenoty, no município de Peixoto de Azevedo (a 690 quilômetros de Cuiabá) e garantir a alimentação para 285 pessoas no período de chuva que acontece a partir de janeiro. O cacique Cirênio Reginaldo Terena disse que havia uma reunião marcada com a direção do órgão, mas quando eles chegaram descobriram que a Funai tinha entrado em recesso. Cirênio reclama que a Funai deixou de prestar a assistência na época do plantio e agora eles estão sem alimentos para "passar o período chuvoso" que se estende de janeiro a abril. A área de 30 mil hectares já foi homologada faltando apenas o a demarcação. Mas na verdade a área total dos terenas em Mato Grosso é de 50 mil hectares. Os 20 mil que faltam estão sem disputa judicial com fazendeiros. Os terenas devem permanecer na sede da Funai até conseguirem entrar em contato com algum diretor. Nenhum representante da Funai foi localizado nesta sexta-feira para falar sobre o assunto.

Agencia Estado,

29 Dezembro 2006 | 14h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.