Grupo de 300 famílias sem-terra deixa fazenda no MS

Eles invadiram a propriedade no dia 27 do mês passado para forçar Incra a resolver pendências

João Naves, do Estadão

10 de agosto de 2007 | 17h07

As 300 famílias de sem-terra que ocupavam a Fazenda Jamaica, no município de Jardim, no Mato Grosso do Sul, deixaram o local nesta sexta-feira, 10. Elas invadiram a propriedade no dia 27 para forçar o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) a resolver a pendência judicial existente há quase quatro anos que impede desapropriações.  A área, de 2.500 hectares, é vizinha das fazendas Jangada e Mutum, propriedades da Associação das Famílias pela Unificação e Paz Mundial, entidade presidida pelo sul-coreano Sun Myung Moon, o reverendo Moon, que totalizam 5 mil hectares. O Incra paralisou os processos de desapropriações e os sem-terra querem que o órgão retome o trabalho para transformar as fazendas em assentamento. Eles armaram barracas de lona na BR-267, em frente da Jamaica para a adoção de novas estratégias de protestos.

Tudo o que sabemos sobre:
MSTreverendo Moonfazenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.