Grupo armado de ´sem-toras´ invade fazenda no Pará

Uma fazenda foi invadida e ocupada por 60 homens armados na foz do rio Araxiteua, a duas horas da cidade do Acará, 110 km ao norte da capital paraense. Três cabeças de gado foram mortas pelos invasores. A intenção dos invasores, conhecidos por sem-toras, é extrair madeira e revendê-la para empresas da região. A polícia do município pediu reforço, alegando que os empregados da propriedade estão ameaçados de morte. O delegado Fernando Cunha, que comanda a Polícia Civil na região do Baixo-Tocantins, disse que o bando tem revólveres e espingardas cartucheiras e está entrincheirado na sede da fazenda. "É um grupo grande, que não é ligado a nenhum movimento social", explicou. Cunha não mandou seus policiais para retirar os invasores porque teme uma emboscada no meio da mata fechada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.